FANDOM


Aviso: A TVPédia Brasil é uma wiki de criação livre e independente. Sem qualquer vínculo, direto ou indireto, com nenhuma emissora, produtora ou programa.

A Chance foi um CallTV independente produzido pela EsoTV. Entrou no ar pela primeira vez no em 21 de Agosto de 2013, substituindo o programa QI, da mesma produtora. Já foi exibido em diversas emissoras de televisão e saiu do ar em março de 2015.

Programa

O formato do programa não fugia muito dos outros CallTVs já exibidos na TV Brasileira. O propósito era simples, colocava-se um desafio na tela enquanto o apresentador convencia o público à ligar para o número de telefone do programa para falar ao vivo e acertar a resposta do desafio.

O Telespectador ligava para alguns dos números exibidos na tela, no qual ele deveria participar de um jogo, onde ele teria que confirmar se tal afirmação é verdadeira ou falsa. O participante deveria pontuar o máximo possível (no mínimo 10 pontos) pois aquele com o maior número de pontos entre os participantes, era escolhido para falar ao vivo e responder o desafio.

Como nos outros CallTVs, a equipe do programa é chamada por apelidos. O diretor do programa é apelidado de Shrek, enquanto o sonoplasta é chamado de DJ. Outros funcionários da equipe tem apelidos como Catatau, Passarinho Verde e outros. Porém a partir do segundo semestre, a equipe passou a ser creditada no início.

O A Chance tinha algumas diferenças com o seu antecessor, QI. A começar com o cenário, que é mais amplo e mais "equipado" que o QI, contendo poltronas, telão e uma mesinha.

Outra diferença, duranta algum tempo, foi a presença de um assistente, o ator Caio Diniz. Apelidado de "Novinho", ele aparecia segurando um pequeno quadro branco e servia para ajudar o apresentador.

Nesse programa, os desafios eram mais variados. Enquanto no QI os desafios eram apenas sobre palavras embaralhadas, no A Chance há também o desafio da Bandeira (onde o telespectador precisa saber a que país pertence tal Bandeira), o dos Erros (duas imagens iguais com alguns detalhes diferentes), e o da imagem diferente (várias imagens iguais na tela, sendo apenas uma a diferente).

Uma novidade do A Chance foi o prêmio bônus. Se o telespectador acertar o desafio, ele responde a um desafio bônus que pode aumentar o prêmio. Geralmente o desafio consiste em acertar uma combinação de 3 números, o que o torna impossível.

O A Chance tinha uma certa semelhança com antigos programas como InsomniaHyper QI e Quiz Show pela descontração e pelas doses de humor. O programa podia ser visto online, através do site oficial

Produção

Horários

O A Chance já teve mais de 15 horas diárias de duração por dia, se for somar todas as emissoras em que foi exibido. A MixTV e a Rede Brasil de Televisão exibiam pela manhã, parte da tarde e madrugadas. O Terra Viva e a CNT (Entre Abril e Junho de 2014) já exibiram o programa nas tardes e madrugadas. Durante a madrugada, o programa também já foi exibido pelo Canal do Boi, Agro Canal e Novo Canal.

No dia 5 de Novembro de 2013, o programa estreou no canal Esporte Interativo. Também já exibiram o programa a TV Cidade Osasco, NGT, VTV, TV União e até a RedeTV! nas parabólicas. Já foi exibido nos mais diversos horários, e tudo dependia da programação das emissoras que a exibiam.

Apresentação

A apresentação do A Chance, assim como no QI, funcionava no estilo de rodízio, não tendo um apresentador fixo, mas sim uma equipe. Já comporam o time de apresentadores Murilo Cunha, Vanessa Roseto, Leonardo Gimenez, Rodrigo Pires, Adriana Ferrari, Kelly Menchini, Janderson Rios, Sabrina Petrarca, Carol Rios, Gabriele Serafim, Caio Diniz, Rodrigo Moraes e Jackeline Peticovick.

Alguns apresentadores já deixaram o programa antes da atração sair do ar. Foi o caso de Gabriele Serafim, que entre abril e maio de 2014, deixa o programa, encerrando uma carreira de 10 anos apresentando CallTVs. Atualmente ela trabalha como repórter na Rede Record. Já Rodrigo Moraes decidiu parar de apresentar CallTVs para se dedicar em outros projetos. Seu último programa foi em 31 de Dezembro de 2013, que curiosamente foi a última edição do ano. Enquanto Caio Diniz, o "Novinho" preferiu se dedicar ao teatro.

Para suprir os desfalques, novos apresentadores foram acrescentados ao longo do tempo, como Adriana Ferrari e Kelly Menchini. Gi Carvalho e Marco Sossay foram os últimos a integrar o elenco, este último já tinha uma carreira longa em CallTV, pois já apresentou o Super Game, Quiz TV, Enigma da Esfínge, entre outros.

Em Setembro de 2013, a apresentadora Jackeline Peticovick estreia no programa, na faixa das 15h/18h (transmissão do Terra Viva). Essa não é a primeira vez que ela apresenta um CallTV, ela já apresentou o Insomnia e o Super Game. Ela deixou o programa no final de 2013, mas retornou em Abril de 2014, em um período curto.

O esquema de rodízio dos apresentadores podia haver mudanças à qualquer momento e ninguém nunca era fixo de fato em determinado horário. Tanto que em algumas ocasiões pode haver dois apresentadores juntos, ou até um quarteto, como já ocorreu. O estilo de apresentação era o mesmo dos programas similares, os apresentadores ficam durante horas convencendo o telespectador a ligar para o número do programa. E parecendo que está tentando ajudá-lo.

Edições Especiais

Na noite do dia 24 para o dia 25 de Dezembro, foi ao ar o "A Chance Especial de Natal". Com apresentação de Gabriele Serafim, Murilo Cunha e Caio Diniz, o programa foi ao ar gravado, algo inédito. O especial foi exibido como se tivesse ao vivo, porém, o participante que ligasse e pontuasse naquele dia, estaria concorrendo ao programa do dia seguinte, e teria que adivinhar a palavra embaralhada exibida no especial.

Também foi gravado o especial de Ano Novo com todo o elenco do programa que iria ao ar na virada de 2013 para 2014. Mas nunca foi exibido em nenhuma emissora. Em 2014 ocorreu a mesma coisa. Murilo Cunha, Vanessa Roseto e Kelly Menchini apresentaram o Especial de Natal. Já Leonardo Gimenez, Yasmin Manaia e Adriana Ferrari comandaram o Especial de Ano Novo.

A Chance no Mundo da Bola

O A Chance no Mundo da Bola foi uma espécie de um spin-off do programa A Chance. Era um programa esportivo produzido pela EsoTV e exibido via internet e pelo Terra Viva.

Polêmicas

Como todo programa CallTV, A Chance também sofreu com críticas. Alguns telespectadores acusam o programa de fraude, pois a intenção do programa é fazer com que o público fique o maior tempo possível no telefone. Outras pessoas acusam a produção de armar as ligações ao vivo.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.