CNT Jornal
Cntjornal.jpg

Tipo

Telejornal

Estreia

24 de Maio de 1993

Emissora

CNT

Apresentação

Odilon Araújo

CNT Jornal é o principal (e o único) telejornal da CNT. Estreou em 24 de Maio de 1993 e é atuamente é apresentado por Odilon Araújo.

História

O telejornal surgiu em 1993, assim que a então Rede OM passou a se chamar CNT. Na época, a emissora fazia grandes investimentos no jornalismo. Foi apresentado por Carlos Marassi, Patrícia Moskwyn e César Júnior. Ainda em 1993, passou a ser apresentado por Leila Richers, recém-saída da Manchete, era gerado na sede da emissora em Curitiba. Contava com a participação de Ana Maria Tahan em São Paulo, Ana Maria Nascimento Silva no Rio de Janeiro e Patrícia Moskwyn em Brasília. Completavam a equipe, Fernanda Rocha na previsão do Tempo, Carlos Brickmann com comentários sobre política e Aloísio Byondi com comentários sobre economia. Gilberto Campos ficava com a parte de esportes do telejornal.

Em 1996, Ricardo Kotscho é contratado como diretor geral do jornalismo da então CNT-Gazeta. O jornal ganha novos comentaristas: Mino Carta, Ancelmo Gois, Juca Kfouri e Fátima Turci. No mesmo ano, Leila Richers deixa a bancada do jornalístico, sendo substituída no ano seguinte por Gilberto Campos e Patricia Moskwyn.

Em 2003, a CNT ganha o reforço do comentarista político Carlos Chagas permaneceu muitos anos na emissora. Retornando em 2014. Em 2007, o jornal passa a ser produzido pela sede carioca da CNT e ancorado por Ana Maria Tahan, que fica até abril do mesmo ano.

Em 2007, a CNT forma uma parceria com o Jornal do Brasil para lançar a TV JB e com isso, o noticiário exibido era o Telejornal do Brasil, apresentado por Boris Casoy, que havia deixado a Record em 2005. O jornal também conta com os comentários de Ana Maria Tahan, Augusto Nunes, Tales de Faria, Cláudia Mancini e José Eduardo Gonçalves. Por discordâncias internas, o telejornal durou cinco meses, saindo do ar em setembro do mesmo ano, assim que a TV JB saiu do ar.

A CNT volta a investir em jornalismo próprio em 2008 contratando Salete Lemos. Ela apresentou o telejornal até o início de 2013. Após isso, Rogério Siqueira, Adriana Perroni e Laila Dawa se revezaram na bancada.

O CNT Jornal permaneceu na programação após o arrendamento de 22 horas diárias de programação pela Igreja Universal. Ganhando pequenas modificações no horário até então. Uma delas, foi quando passou a ser apresentado em Brasília por Vanessa Vitória em 2014. A partir de julho de 2019, o telejornal voltou a ser gravado em Curitiba, com a apresentação de Odilon Araújo.

Cronologia de Apresentadores

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.