O Cidade Alerta é um telejornal policialesco da RecordTV. Exibido de segunda a sábado, no final da tarde até a noite, teve a sua estreia em 1995 e teve várias fases. Atualmente é apresentado por Luiz Bacci.

História

O Cidade Alerta foi criado em 3 de abril de 1995 e teve como primeiro apresentador Ney Gonçalves Dias. Nos primeiros meses, era exibido somente no estado de São Paulo. Mas mais tarde, começou a ser exibido em todo o Brasil.

Ney Gonçalves deixou o programa em 1997, para apresentar o Aqui Agora do SBT. Com isso, o programa passou a ser apresentado por João Leite Neto. Em 1998, Gilberto Barros passa a apresentar o programa, mas ele não ficou por muito tempo.

No mesmo ano, José Luiz Datena é titulado como o novo apresentador do programa, e ancorou vários casos como, por exemplo: a Morte de Mário Covas, os Atentados de 11 de setembro em Nova Iorque (onde ficou por mais de 8 horas narrando os fatos), e o Sequestro do empresário Silvio Santos. Datena apresentava o programa de segunda a sexta e Ulisses Rocha, apresentava a edição de sábado. Houve também uma segunda edição do programa, apresentada também por Datena. Ele deixou a apresentação do programa por um curto período em 2002 para apresentar o Repórter Cidadão na RedeTV! (que seguia o mesmo estilo do Cidade Alerta), mas voltou para a Record no mesmo ano, e foi criada um novo tema para a vinheta de abertura.

Em 7 de março de 2003, Datena deixa a Record e vai para a Band para a apresentar o Brasil Urgente. A partir de de 10 de março a Record passa a testar vários apresentadores no programa. O primeiro foi Milton Neves que começou em março, depois foi Lino Rossi, em agosto, e então foram Oscar Roberto Godoi, Ricardo Capriotti e Wagner Montes. Em 2003, estreou nova vinheta, e passou a ter edições locais para Rio de Janeiro com apresentação de Wagner Montes (que já apresentou o Cidade Alerta Nacional), em Minas Gerais com apresentação de Tom Paixão em Paraíba com apresentação de Ruy Dantas.

Em 1 de março de 2004, Marcelo Rezende assume permanentemente a apresentação do programa. Em outubro do mesmo ano, passa a ser apresentado diretamente da redação da Rede Record. Porém, em junho de 2005, o programa foi tirado do ar devido aos inúmeros cortes e baixa audiência. A versão Rio permaneceu até o final do ano.

No começo de 2011, foi cogitado a volta do programa, fato que foi confirmado mais tarde. A princípio, especulava-se que o programa voltaria como um telejornal de serviços, indo ao ar, ao vivo, pela manhã. Mas na estréia, em 20 de junho, o Cidade Alerta manteve o mesmo formato de anteriomente, mas com o jornalismo de serviço sendo exibido no começo da noite. Estreou com a apresentação de Datena, que havia deixado a Band.

O programa permaneceu no estúdio da redação da Rede Record até 8 de julho, quando mudou em 11 de julho para um estúdio próprio. Um mês e nove dias depois da estréia, Datena deixa o Cidade Alerta e volta para a Band. O motivo teria sido as mudanças de horário frequentes e a quebra de rede durante a exibição do programa.

A partir de 1 de agosto, William Travassos passa a apresentar o programa. Oito dias depois, Reinaldo Gottino assume o programa. O programa foi extinto em 12 de setembro. Em 4 de junho de 2012, Marcelo Rezende (que já esteve no programa) apresenta a segunda volta do Cidade Alerta para o estado de São Paulo e para Santos. Com a estréia, o programa rapidamente passou a ter várias edições locais com diferentes apresentadores em todo o Brasil.

Passou a ser exibido em todo o Brasil a partir de 28 de janeiro de 2013, substituindo a série Todo Mundo Odeia o Chris. Em 21 de setembro do mesmo ano, o Cidade Alerta ganhou uma edição especial ao sábados, denominada Cidade Alerta Especial. A partir de 2014, Reinaldo Gottino e Fabíola Gadelha passam a apresentar o programa eventualmente, quando Marcelo Rezende está de folga. Em 12 de maio de 2015, o programa ganha um novo cenário e vinheta nova. No mesmo ano, Luiz Bacci que havia acabado de sair da Band, passa a entrar no time de apresentadores eventuais do programa.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.