FANDOM


Fama foi um talent show exibido pela Rede Globo entre 2002 e 2005.

História

Versão do talent show espanhol Operacion Triunfo, Fama foi apresentado por Angélica e Tony Garrido e ia ao ar aos sábados a tarde.

O programa consistia em aspirantes a cantor, que ficavam confinados em uma casa denominada "Academia Fama", onde eram vigiados por câmeras (exceto nos quartos e banheiros), e passavam em torno de 8 horas fazendo aulas de canto, dança, expressão corporal, além de acompanhamento com psicólogos, preparadores físicos, e aulas de cultura musical, para disputar o prêmio que era um contrato com uma gravadora e a gravação de um álbum.

Durante a semana eram exibidos programetes antes da Malhação, com os melhores momentos da semana.

Controvérsias

A vencedora da primeira edição Vanessa Jackson, denunciou na época o contrato de exclusividade com a Globo, que a impedia de se apresentar em outras emissoras, o que lhe prejudicou bastante. Além disso ganhava um cachê extremamente baixo de cerca de R$ 200,00 (fora os valores com vendas do álbum e shows). Além de não ser convidada por concorrentes, a própria Globo não abria espaço para a cantora, que disse:  "Esta exclusividade prejudica qualquer carreira. O Silvio Santos saberia fazer o Fama muito melhor. As meninas do Rouge vão em vários canais; eu não sou convidada nem mesmo pro que me revelou". Também foi proibida de retornar à sua casa, na Cohab, pois a direção achava que "queimaria o filme do programa". A emissora confirmou as informações, dizendo que faziam parte do contrato.

Na segunda temporada, a participante Maryanna Novaes, foi expulsa pois não "se comportou" durante o confinamento, ficando apenas uma semana. A aspirante a cantora, não aceitava as regras impostas, pois só estava lá para cantar, saindo em 16 de julho de 2003, sendo substituída por Rogério Midlej

Curiosidades

  • Samuel Rosa, Rogério Flausino e Rodrigo Faro foram cogitados para serem apresentadores, inclusive Faro chegou a gravar um piloto, sendo inclusive escolhido, porém a direção optou por Tony Garrido
  • Seu concorrente direto era o Popstars, reality do SBT que formou a girlband Rouge, e em 2005 a boyband Broz
  • Apesar de ser exibido na maior emissora da América Latina, o Fama recebeu apenas 5.000 inscritos, numero inferior ao Popstars, no qual só aceitava mulheres
  • Seus participantes mais notáveis posteriormente foram Thiaguinho, Roberta Sá, Marina Elali, e Mariana Belém
  • A partir da terceira temporada, Toni Garrido deixa o comando do programa, e Angélica assume sozinha até a última temporada em 2005
  • Nas duas primeiras temporadas haviam jurados, e nas duas últimas quem decidia a votação era o público
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.