Show da Virada é o tradicional especial de réveillon da Globo exibido desde 1998.

O Programa

Exibido anualmente na última noite do ano, 31 de Dezembro, é um show especial pré-gravado com diversos artistas brasileiros do momento se apresentando para uma plateia vestida de branco. Além disso, o jornalismo se faz presente no especial com entradas ao vivo. Cobrindo a festa de ano novo e a queima de fogos em Copacabana e nas principais capitais do Brasil.

A direção atual é de Raoni Carneiro.

História

Criado por Aloísio Legey em 1998 para substituir o Réveillon do Faustão. A primeira edição teve a direção de Carlos Magalhães, com direção geral de Boninho e direção artística e supervisão de criação de Aloysio Legey.

A emissora montou um painel de 50m x 17m, na praia de Copacabana, que exibiu um espetáculo de luzes dirigido por Patrick Wooldroff, diretor de fotografia dos Rolling Stones. Zeca Camargo e Renata Ceribelli comandaram a cobertura à partir das 22h30 da festa do terraço do Rio Atlântica Hotel. Essa cobertura contou com a participação de repórteres mostrando as comemorações principais cidades do brasil em entradas ao vivo. O especial também contou com matérias feitas pela equipe do Vídeo Show, mostrando os momentos mais marcantes da televisão no ano. A contagem regressiva foi feita por Stênio Garcia.

Na virada de 1999 para 2000, a Globo participou de um consórcio chamado Yes 2000, junto com 27 emissoras de 24 países, pelo qual todos os canais se comprometeram a enviar imagens das festas de réveillon de seus países. A segunda edição do Show da Virada contou com a direção de Roberto Talma e a narração de Galvão Bueno. Além da cobertura da festa, foram exibidas esquetes temáticas feitas pelos programas Mais Você, A Turma do Didi, Casseta & Planeta, Urgente!. Muvuca, Vídeo Show, Sai de Baixo, Domingão do Faustão, e clipes musicais de Xuxa, Sandy & Júnior e Turma da Mônica. A equipe de jornalismo preparou a "Bancada do Futuro", onde os filhos dos apresentadores dos telejornais apareciam nas bancadas normalmente ocupadas por seus pais

Na orla de Copacabana foram instalados 20 totens eletrônicos, que integraram a emissora comunitária TV Copacabana. Com direção de Boninho de Cissa Guimarães, três equipes de reportagens entrevistavam os passantes. Em São Paulo, a festa no Parque do Anhembi contou com a apresentação de Luciano Huck, que estreava na emissora.

Já na edição de 2000/2001, o programa se tornou de fato um show musical pré-gravado. Com o nome "Milênio", e gravado no ATL Hall (atual Credicard Hall) no Rio de Janeiro, contou com as apresentações musicais de Lulu Santos, Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Charlie Brown Jr, entre outros. A edição de 2001/2002 foi exibida após a queima de fogos, às 0h20 do dia 1º de Janeiro. Também ATL Hall, o show contou com a participação de diversos artistas do momento, e o repertório das músicas lembrou trilhas que marcaram novelas da emissora. O encerramento do show foi com o Grupo Molejo cantando o samba-enredo da Mocidade Independente de Padre Miguel daquele ano. A edição de 2002/2003 foi exibido durante as primeiras duas horas do ano novo e foi gravado na mesma casa de shows, reunindo artistas e grupos famosos.

Em 2003/2004, o Show da Virada foi gravado em São Paulo, na casa de espetáculos Via Funchal, para homenagear o aniversário de 450 anos da cidade. O especial promoveu encontros musicais naquele ano. Michael Sullivan cantou com Roupa Nova a música "Whisky a Go Go", sendo a primeira vez que a banda pôde teve a oportunidade de cantar junto com o compositor de seus grandes sucessos. Daniel cantou "A Gata do Milênio" com a bateria da escola de samba Vai-Vai. A edição de 2004/2005 marcou o início das comemorações de 40 anos da Globo e reuniu diversos artistas que apresentaram suas músicas de maior sucesso em 2004.

Na edição exibida nas primeiras horas de 2006, junto às tradicionais apresentações, Leonardo, Chitãozinho & Xororó e Zezé Di Camargo & Luciano, cantaram com Fat Family a música "De Corpo e Alma", em homenagem à Leandro. Alguns artistas cantaram músicas dos anos 80, e a contagem regressiva ficou por conta de Ivete Sangalo. Na edição de 2006/2007, o show reuniu os artistas do momento e nomes consagrados da música brasileira. As edições dos anos seguintes contaram com a mesma proposta, reunindo dezenas de artistas em apresentações individuais, mas também promovendo parcerias.

Na edição de 2011/2012, Michel Teló cantou junto com Neymar Jr. o hit "Ai Se eu Te Pego". A edição que celebrou a passagem para 2013 contou com uma homenagem para o Rio de Janeiro e foi gravado no Credicard Hall. O Show da Virada de 2013 para 2014 contou com mais de sessenta atrações em uma casa de shows em São Paulo. A cobertura dos flashes ao vivo ficou com Ana Paula Araújo. O especial de 2014/2015 abriu as comemorações do cinquentenário da Globo.

Na virada de 2015 para 2014, o especial foi gravado pela primeira vez em Salvador e com a apresentação de Fernanda Lima. A direção ficou por conta de Raoni Carneiro. Em 2016/2017 foi gravado no estacionamento do Estádio Serra Dourada, em Goiânia. A edição de 2017/2018 foi gravada em novembro daquele ano na Esplanada do Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. Para a edição exibida durante a virada de 2018 para 2019, e que também marca os 20 anos do Show da Virada, será gravada em Recife.

Já na virada de 2019 para 2020, as apresentações foram gravadas nos Estúdios Globo, pela primeira vez desde que o programa foi lançado. Participaram artistas como Wesley Safadão, Iza, Luan Santana e Jota Quest. A gravação das apresentações foi em 19 de novembro.

Cobertura Jornalística

Junto com o show, o jornalismo da emissora faz uma cobertura especial das festas de réveillon em todo o Brasil. Essa transmissão envolve mais de 100 profissionais só no Rio de Janeiro. Enquanto no Rio a cobertura dá mais destaque ao réveillon de Copacabana, em São Paulo o foco maior é a festa na Avenida Paulista.

Desde 2009, o Norte e o Nordeste (Rede Amazônica e Verdes Mares)contam com uma edição exclusiva do especial produzida pela Globo Nordeste. por conta das diferenças de horário. A cobertura transmite a festa da virada dessas regiões com links ao vivo.

Em 2019/2020, a cobertura jornalística começou às 23:33, mostrando os bastidores das festas de virada em várias capitais do país.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.